quinta-feira, 28 de abril de 2011

Por onde anda o Zina do Pânico na TV?



Marcos da Silva Heredia, mais conhecido pelo apelido Zina era um guardador de carros, nascido no Jardim Pan Americano, em São Paulo, que acabou contratado pela equipe do Pânico por conta do seu jeito particular de comportamento.
Sua primeira aparição no programa foi quando o repórter Alfinete entrevistava pessoas na Praça Charles Miller sobre a contratação do futebolista Ronaldo Luís Nazário de Lima por parte do Sport Club Corinthians Paulista. E um destes entrevistados foi Marcos, que respondeu à câmera somente as palavras "Ronaldo. Ronaldo, e brilha muito no Corinthians".
Isto aconteceu em janeiro de 2009. Mas algumas semanas depois, o Pânico na TV começou a exibir Marcos falando somente Ronaldo, o que foi interpretado pelo entrevistado como uma forma de deboche de sua pessoa. Ele solicitou a indenização de R$ 232,5 mil no dia 22 de maio.
Processo recorrido por Zina.O processo continuou aberto até o dia 28 de junho, quando foi cancelado, após Zina aparecer pela primeira vez no palco do programa e assinar um contrato.Desde esta data, começou a fazer matérias com Alfinete e Sabrina Sato, geralmente em matérias relacionadas ao seu time, o Corinthians, e a seu bairro, o Jardim Panamericano bem como o time de várzea de lá, a Xurupita. Por ser um morador de origem humilde, recebeu uma casa de presente da produção, na verdade, fazia parte do acordo judicial para extinção do processo. Além disso, conheceu Ronaldo, o Pacaembu e o Maracanã. [Fonte]

Por onde anda?

O Ministério Público de São Paulo pediu à Justiça que o humorista Marcos da Silva Herédia, 27, conhecido como Zina, integrante do programa "Pânico na TV", seja submetido a uma avaliação médica para constatar possíveis doenças mentais.
O pedido foi feito pelo promotor criminal Roberto Barbosa Alves na sexta-feira (22), quando também foi feita a denúncia contra o comediante por porte ilegal de arma. Tanto a denuncia quanto o pedido de avaliação médica estão sendo analisados pelo 6ª Vara Criminal da Capital.
Zina está preso desde o último dia 16, quando foi flagrado com uma arma na rua Capela da Lagoa, no bairro Panamericano, após uma denúncia anônima sobre um homem que estava atirando na região. O humorista não resistiu à prisão.
De acordo com a SSP (Secretaria de Segurança Pública), policiais militares encontraram cinco cápsulas deflagradas em um terreno próximo à casa do humorista. O revólver e as cápsulas apreendidas passarão por uma perícia para esclarecer se os disparos saíram da arma de Zina.
Ainda de acordo com a secretaria, a ocorrência foi registrada como posse ou porte ilegal de arma de uso restrito --o crime é inafiançável. Na semana passada, Zina foi transferido para o CDP (Centro de Detenção Provisória) Pinheiros 3.
Zina já havia sido detido em outubro do ano passado após ser flagrado com um pino de cocaína (cápsula que contém cerca de um grama da droga). Na época, ele foi encaminhado para a delegacia para a elaboração de um Termo Circunstanciado --espécie de boletim de ocorrência-- e depois foi liberado. [Fonte]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário